Capitólio é uma cidade no interior de Minas Gerais, que fica a aproximadamente 450 km de São Paulo. É um destino que ficou bem popular recentemente no instagram e que com certeza, você já viu alguma foto. O que muita gente não sabe é que Capitólio vai muito além daquele “Mar de Furnas”.

Esse foi o último destino da minha viagem que começou em São Thomé e passou por Carrancas. Mas se você se planejar direitinho, dá pra conciliar com outras cidades, por exemplo, Delfinópolis, São João Batista da Glória e, claro, a Serra da Canastra, que fica bem pertinho. Para Capitólio eu recomendo de 3 a 4 dias, uma semana se quiser fazer junto com a Serra da Canastra.

Muita gente me perguntou sobre lá, como eu organizei meu roteiro, onde eu fiquei e se vale a pena. E eu só posso começar dizendo que vale muito a pena! Se você ainda não foi, vá! Quer ver só?

O que fazer?

Canyons de Furnas

Os canyons são grandes paredões rochosos com mais de 30m de altura e rodeados por um lago de cor azul-esverdeada. Por incrível que pareça, esse imenso lago com mais de mil quilômetros quadrados e diferentes profundidades, em alguns lugares pode chegar a mais 100 metros, foi criado artificialmente com a construção da barragem da usina hidrelétrica de Furnas em 1965. Mergulhadores já encontram resquícios da cidade antiga com ruínas de casas, carros e fazendas.

DCIM101GOPROGOPR1889.

São diversas cachoeiras, algumas acessíveis e inclusas no passeio de barco, outras localizadas em propriedade particular e por isso, os barcos não podem atracar.

Recomendo conhecer os Canyons de dois jeitos:

Por cima, pelo Mirante dos Canyons

Imperdível para tirar aquela foto clássica que deixa todo mundo encantado com o local. Fica na rodovia MG – 050, entre o km 312 e 313. Na trilha do mirante, existe uma bifurcação, se estiverem com tempo, visitem os dois lados. O local é cheio a qualquer hora do dia e não tem nenhuma cerca de proteção, por isso, muito cuidado, qualquer deslize é fatal.

43B0429D-943B-489E-BEB3-3092637D1355

Por baixo, pelo passeio de barco 

Outro passeio imperdível. Existem duas opções: o passeio de lancha com duração de 2 horas com o valor de R$ 70 e o de chalana que dura 3 horas e custa R$ 45. Escolhemos o de lancha, o de chalana pode até ser mais barato, mas é muita gente e vai bem mais devagar. Em ambos, você faz a parada em 4 lugares:

– Lagoa azul: para subir até a cachoeira, você deve pagar R$ 10. Os barcos ficam no máximo 30 min lá, dá tempo de subir, tirar uma foto e descer. Essa cachoeira também é acessível pela estrada, o valor é um pouco maior (R$ 20), mas você pode ficar o tempo quiser.

BDC8DE53-3F10-4833-A3D4-3BC4121A057E

– Canyon: a vista do mirante por um novo ângulo. É lindo e vale a pena dar um mergulho!

C8E2DE93-8865-430B-88F0-5CCFE758BFFD

– Vale dos Tucanos: é conhecido por ser abrigo de muitos tucanos. Se tiverem sorte, vocês conseguem até avistá-los.

372E680E-BEC1-4626-986E-8940DE2A9C63

– Cachoeira Cascatinha: é linda também, infelizmente lanchas comerciais não podem parar por ali, por ser uma propriedade particular, por isso é só uma “passadinha”. Não dá pra nadar e nem subir como na Lagoa Azul.

210544e2-36d2-4897-b2e9-da4e96d6db1d.jpeg

Dica: Caso, você vá com um grupo de amigos (de 8 a 10 pessoas) vale a pena alugar uma lancha para poder passar o dia todo no Lago de Furnas.

Paraíso Perdido

0B10EF2D-034E-4637-863B-0613587DE9C9Faz jus ao nome de paraíso. É imperdível e o lugar que eu mais gostei, se estiver com tempo de sobra vale a pena ficar um dia todo lá. São 18 piscinas naturais e 8 cachoeiras com a cor da água variando de ferrugem para azul esverdeado e muitos peixinhos.

A trilha é fácil, basta seguir as pegadas vermelhas marcadas nas pedras, você vai margeando a cachoeira e por isso é importante ir na época da seca (quando chove, o paraíso perdido fica interditado, devido às pedras escorregadias e o risco de tromba d’água). Existem guias no local para orientar.

041CCF1A-ADC8-43FF-9207-C8932C9063B6

Quando chegar ao último poço, e se você encarar subir, peça aos guias as coordenadas e lugares exatos onde pisar, lá é o Paraíso Proibido (é acessível de carro por uma outra entrada, um pouco mais a frente do Paraíso Perdido). São mais 5 cachoeiras.

E73717EA-2554-46E5-96B7-9B2683DED212

O local ainda tem uma super infraestrutura com restaurante, área para camping, churrasqueiras e banheiros com chuveiro e água quente. Dá ficar um dia todo fácil!!

Cachoeira do Filó

Fica na MG 050, km 300. Fomos no final da tarde e ela fica bem lotada. O pessoal aproveita para fazer churrasco e festa e tudo isso acontece nas margens da cachoeira. Se você quiser subir até a parte alta da cachu, você tem que pedir licença e passar pelo meio da rodinha do pessoal. A cachoeira é bonita, mas nada imperdível, a água é bem escura. Além disso, os carros ficam estacionados em um pequeno recuo da estrada.

20161012_143238.jpg

Cachoeira Fecho da Serra

Se prepare para andar muito (de carro)! Na  MG-050, altura do km 306/307 e siga em direção à Pousada do Rio Turvo, continue à direita na bifurcação. Você vai andar por cerca de 6 km em uma estrada, quase sempre de terra. Sempre que houver bifurcações, pegue à direita, não são muitas, mas a trilha que dá acesso à cachoeira fica à direita na entrada pra uma escola infantil abandonada. Entre pelo portão (é só destravar e depois fechar novamente) e siga até avistar vários carros parados. Estacione e siga por mais uma trilha rápida. Para chegar próximo a cachoeira, é preciso ir pulando de pedra em pedra. Muito cuidado, porque além de escorregadias, não são muito seguras.

A queda tem aproximadamente 30m. É linda, mas não acho que vale o esforço, o percurso e nem o desgaste do carro (ainda mais se for você apegada ao seu carro, como eu sou). Dá pra fazer com carro normal, porém eles recomendam um 4×4, a estrada não é boa e tem uma parte que você precisa passar por um pequeno riacho.

e5566846-9ce9-452b-b34d-55c98471b1bd-e1513209789976.jpeg

Cachoeira Diquadinha

É linda e achamos super por acaso.  Localizada as margens da rodovia MG 050, não tem sinalização nenhuma, porém fica quase em frente ao Mirante do Canyon de Furnas. A trilha é bem fácil e vale a visita. São diversos poços formados por um tipo de pedra chamada São Tomé. A entrada é gratuita.

diqua-e1513210337230.png

Dica: Se estiverem de carro, estacionem no Mirante e atravessem a rodovia com muito cuidado.

Cachoeira da Lagoa Azul

Nós optamos por não subir no passeio de barco, então um dia  fomos bem cedo e pegamos a cachoeira só pra gente. Dica: Quanto mais cedo, melhor. Depois das 10h, começam os passeios de lancha e aí a cachoeira fica bem movimentada.

É linda e um cartão postal da cidade, mas eu esperava mais. Na verdade, esperava uma água azul e não verde como é. Além disso, a água é bem gelada e ela é bem rasa, a água chega um pouco acima do joelho! A entrada é por um Empório chamado Lagoa Azul e fica na MG – 050, altura do km 311. Custa R$ 20 e para chegar, você tem que descer uma escadaria (tranquila na ida e um terror na volta).

Mas ainda assim é um lugar que você deve conhecer, se não quiser reservar uma manhã para isso, conheça junto com o passeio de barco.

DCIM102GOPROG1412360.

Trilha do Sol

Outro lugar que faz jus ao nome. São trilhas e mais trilhas sob o sol. Não existe sombra ou local para descanso se não for nas cachoeiras. O acesso é pela MG – 050 na entrada da Pousada Trilha do Sol. Custa R$ 35 e você visita 3 cachoeiras:

– No Limite: Apesar do nome, a trilha é leve. Acredito que o nome seja por conta do caminho para chegar até a cachoeira no limite de paredões rochosos. Possui algumas piscinas naturais, ótimas para se refrescar. Na volta, ainda tem um mirante.

DCIM102GOPROG1802542.

F539C059-0A44-434C-AF44-DD0D2B273394

– Cachoeira do Grito: Reza a lenda que lenda que se você gritar o seu maior medo, você se livra dele. É bem bonita.

DCIM102GOPROG2022655.

DCIM102GOPROG2072754.

– Cachoeira do Poço Dourado: Para chegar até a cachoeira você deve atravessar com a água na cintura, mas é bem tranquilo. Ao chegar no poço dourado, à direita tem a área de naturalismo e à esquerda o poço. O ideal é estar lá entre 12h e 13h, quando o sol reflete e deixa a água dourada. É linda.

DCIM102GOPROG2252854.

Na volta, deixamos nosso agradecimento (coisa que aprendemos em São Thomé) pelos lugares incríveis que conhecemos.

DCIM102GOPROG2272858.

O que faltou conhecer?

Pedreira Lagoa Azul – Alguns amigos foram e acharam que não valia a pena. Mas deem um Google, é de ficar apaixonado.

Morro do Chapéu – Se você gosta de mirantes, você vai amar.

Cachoeira do Lobo – Dizem que é bem legal também.

Como chegar?

Capitólio fica em Minas Gerais, na região da Serra da Canastra, bem próximo a Furnas. Ainda não esclareceu muito? Veja algumas distâncias até lá:

Cidade Distância Por onde? Passa por quais cidades?
São Paulo (centro) 452 km Rodovia dos Bandeirantes, Dom Pedro 1, MG – 050 Jundiaí, Campinas , Mogi Mirim (SP), Guaxupé, Alpinópolis e Furnas (MG)
Minas Gerais – Belo Horizonte 280 km BR-262 e MG – 050 Betim, Itaúna, Divinópolis, Formiga, Piumhi (MG)
Rio de Janeiro 635 km BR-101, BR – 040, BR-265 e BR-354 até MG-050 Duque de Caxias, Petrópolis, Três Rios (RJ), Barbacena, São João Del Rei, Lavras e Formiga (MG)

Mas o nosso roteiro foi um pouco diferente. De Carrancas para Capitólio, são 278 km e apesar de existerem caminhos menos longos, seguimos o Waze por conta da estrada. Levamos mais de 5h em um trajeto com duração de 4h, por conta de boa parte da estrada ser uma única faixa e pelo número de caminhões.

Se você espera ver uma placa indicando Capitólio, você está muito enganado. Para acompanhar pelas placas, siga em direção à Serra da Canastra, São João Batista da Glória ou Furnas.

Onde ficar?

Hotel Minastur

Passamos uma noite neste hotel, porque chegamos um pouco tarde em Capitólio e não tínhamos pesquisado ainda sobre os campings.

A cidade de Capitólio tem em si 4 hotéis e visitamos todos. Escolhemos o Minastur pela localização, pela limpeza dos quartos e, claro, pelo atendimento. De todos, ele é o mais caro, pagamos 215 por uma noite.

Muitos hotéis também não aceitam cartão e o único banco que existe na cidade é Bradesco. O Minastur aceita cartão de crédito e débito 🙂 Tem estacionamento fechado, o café da manhã deles é bom e o chuveiro excelente!

Camping do Canarinho

Muita gente recomendou este camping e eu recomendo pra mais um monte de gente. O lugar é amplo, todo gramado com algumas sombras de árvores. Os banheiros são grandes e com ducha quente. Tem cozinha comunitária e piscina. Mas o mais legal do camping são os pés de fruta. Tem pé de manga, pitanga, jabuticaba… tudo a vontade pra você pegar e comer direto do pé.

DCIM101GOPROGOPR1567.

O camping fica a 15 km do centro de Capitólio na rota para as atrações, MG – 050 do lado esquerdo vindo da cidade. Não coloque no GPS, porque ele não localiza.

Ah, no camping também não tem sinal de internet e até isso foi maravilhoso. Aproveite, desligue o celular e olhe o céu estrelado de Capitólio (você nem vai sentir falta da tecnologia).

Onde comer?

Restaurante do Turvo

Deixamos para comer no último dia neste restaurante e foi o nosso grande arrependimento. Simplesmente, porque foi o melhor peixe que já comemos! Poderíamos ter comido lá todos os dias. Pedimos uma traíra desossada recheada com (azeitona, palmito, mussarela) que acompanhava arroz verde, batata palha e batata frita. E eu não mudaria nada! Tudo combina perfeitamente! Não lembro exatamente quanto gastamos, mas foi menos de 100 reais.

1b20cf5c-3f04-44db-acda-828d95cf68ff-e1513210034565.jpeg

A fila de espera pode assustar e os preços do cardápio também. Mas quando pedimos, esquecemos de falar que era o prato para 2 pessoas e a atendente muito gentilmente disse que os pratos eram grandes, o prato para 2 serve de 3 a 4. Nós estávamos morrendo de fome e mesmo assim o prato individual foi muita comida!

Restaurante Cantinho da Roça

Comida caseira deliciosa com um ótimo custo benefício. Não deixem de experimentar a deliciosa Tilápia Recheada. Como chegar: passando por dentro de Capitólio, siga em direção à Escarpas do Lago. Você passará pelo posto de gasolina 500. Siga em direção à escarpas. À direita, haverá a entrada para uma estrada de terra com algumas placas indicando o restaurante.

Pizzaria Novo Sabor

Como uma boa italiana, minha comida favorita sempre foi e sempre será pizza! E simplesmente amamos essa pizzaria. A massa é excelente e tem uma enorme variedade de sabores! Vale muito a pena, inclusive pedir pela pizza doce de banana com canela! É maravilhosa!!!

Skina Restaurante e Pizzaria

É um restaurante simples e bom. Serve tanto pratos a la carte,  como pizzas e lanches. Fica no centro de Capitólio, bem em frente à praça da Igreja central. Não é caro e os pratos são bem servidos.

O que levar?

Visitamos Capitólio em Outubro/2016.

  • Durante o dia é bem quente, mas à noite a temperatura caí um pouco, principalmente perto do “Mar de Minas”. Mas nada muito absurdo que precise de moletom. Uma blusa levinha já é suficiente.
  • Outubro já é época de chuva em Capitólio, costumava chover no final da tarde e a noite.
  • Não esqueçam do repelente.
  • As trilhas podem ser feitas de chinelo, mas procure um que não escorrega muito.
  • A maioria dos lugares permitem que você entre com comida. Só não esqueça de recolher seu lixo depois.
  • Como já falei, muitos lugares não aceitam cartão. Por isso, levem dinheiro. O único banco fica na cidade e é Bradesco.

Roteiro para 4 dias inteiros

Dia 1: Cachoeira Lagoa Azul + Mirante do Canyon* + Cachoeira Diquadinha* + Passeio de barco*

Dia 2: Cachoeira do Filó + Paraíso Perdido* e Proibido

Dia 3: Trilha do Sol* + Cachoeira Fecho da Serra

Dia 4: Morro do Chapéu + Cachoeira do Lobo

(*) Devem ir

Em um final de semana, é possível conhecer alguns pontos, eu faria: Mirante e Paraíso Perdido em um dia e no segundo Passeio de barco e Trilha do Sol.

É isso!

Espero que vocês tenham gostado!! Não deixem de visitar Capitólio e depois me contem o que vocês acharam!

Beijos


Já segue o Blog no Insta? @goprorole

Já curtiu a Página do Face? Go Pro Rolê

Quer falar com a gente? Deixa um comentário aqui em baixo ou mande um email para goprorole@gmail.com